Menu

Fechar

PESQUISAR

Mangue Seco em Aracaju

Um dia em Mangue Seco partindo de Aracaju

Dunas de areia branquinha, praias praticamente desertas e culinária local de dar água na boca. Descubra o porquê você deve incluir o vilarejo baiano no seu roteiro de viagem à capital do Sergipe.

Praias cercadas por dunas de areias branquinhas, centenas de coqueiros e muita tranquilidade. Até parece a descrição do paraíso, mas esse lugar existe e é uma das atrações mais impressionantes do nordeste brasileiro. Estamos falando de Mangue Seco, a rústica vila de pescadores no extremo norte da Bahia, que inspirou Jorge Amado a escrever o livro Tieta do Agreste e serviu de cenário para a novela de mesmo nome. A boa notícia é que esse cartão-postal está a 130 quilômetros de Aracaju, permitindo uma viagem bate-volta. A gente mostra pra você como chegar e o que fazer por lá!
Como chegar
Para aproveitar todo o sossego de Mangue Seco é preciso pegar a estrada. Partindo de Aracaju, o acesso é feito pela rodovia SE-100 até o povoado de Pontal. De lá, barcos e lanchas atravessam o Rio Real e chegam no vilarejo em cerca de 30 minutos. Quem viaja sem carro não precisa se preocupar: agências de turismo realizam o passeio completo, com saída e retorno no próprio hotel. Nozes Tour e Crystal Receptivo são algumas das opções mais procuradas pelos turistas. Dica de ouro: leve dinheiro, pois a vila não possui caixas eletrônicos e a maioria dos estabelecimentos não aceitam cartões.
Explorando as dunas
Ao chegar em Mangue Seco você será recepcionado pelos guias locais, que oferecem três opções de passeios de buggy: o curto, com duas paradas; o médio, com três paradas; e o longo, que passa pelos destroços de um navio encalhado e contempla povoados vizinhos, como o de Coqueiros. Os dois primeiros atravessam a pequena vila, percorrem as dunas e terminam na praia de Mangue Seco. Durante o trajeto, aproveite para registrar aquela selfie em frente aos coqueiros Romeu e Julieta (estrelas da abertura da novela Tieta) e curta uma descida de "esquibunda", modalidade no qual o viajante fica sentado sobre uma prancha e desliza pela areia.
Relaxando nas praias
Os quase 30 quilômetros da costa abrigam duas grandes praias, ambas praticamente desertas. A Praia de Mangue Seco tem a faixa de areia bem extensa e algumas barracas, onde é possível tomar uma cerveja gelada e relaxar nas redes penduradas em quiosques. Já a Praia Costa Azul tem o mar mais agitado, não muito indicado para banho. Quem viaja com crianças irá gostar do trecho em que o Rio Real encontra o mar: por alí a água é calma e bem quentinha, formando uma espécie de piscina natural.
Onde (e o quê) comer
Mangue Seco é abundante em frutos do mar, então não perca a chance de provar os pratos típicos da região, como moqueca de camarão e o tradicional aratú (crustáceo semelhante ao caranguejo, de carne avermelhada), tudo bem fresquinho, o restaurante Frutos do Mar. Para a sobremesa, vá até o Recanto da Dona Sula e experimente os refrescantes sorvetes naturais, de frutas como graviola e cupuaçú. Bombos de chocolate, doces de carambola e de tamarindo, bala de mangaba e outros quitutes de dar água na boca também estão no cardápio do pequeno café.
Recomendamos

3 roteiros para fazer compras em Aracaju que você vai adorar!
3 lugares para praticar esportes de aventura próximos a Aracaju
O que fazer em Aracaju
Aracaju com crianças: 6 lugares que você não pode deixar de visitar
Dicas de atividades físicas para praticar nas melhores praias do Rio de Janeiro



Compartilhar por e-mail Compartilhar on Twitter Compartilhar on Facebook